Menu

Programas mais atuais no Debian GNU Linux 11 Bullseye

O Debian Stable tem a sua estabilidade baseada no congelamento de versões dos programas após os bugs serem corrigidos, confira nessa matéria como ter programas atuais sem comprometer a estabilidade do sistema.

 

 

APPs mais atuais no Debian GNU Linux 11 Bullseye


O Debian Stable ao ser lançado contem os ultimas versões dos programas disponíveis para GNU/Linux, mas com o passas do tempo devido ao congelamento de versões dos programas esses passam a ficar defasados para quem gosta de versões atuais. 

Se é o seu caso, essa matéria é para você ter programas mais atuais de forma segura no seu Debian 11 Bullseye.


Antes alguns conselhos: 



  • Não misture repositórios de outras versões do Debian no Debian Stable ( Testing, Unstable, Experimental ).
  • Não misture repositórios de terceiros ou outras distribuições ao Debian.
  • Não use .deb de terceiros e nem de outras versões do Debian. 
  • Não quebre o Debian Stable.


 



 

Nessa matéria iremos utilizar fontes de APP que não agridem a estabilidade do seu sistema operacional Debian Stable.

A primeira providencia é habilitar o repositório backports.

Backports


Backports são pacotes retirados da próxima versão do Debian (chamados de "testes"), ajustados e recompilados para uso no Debian estável. Como o pacote também está presente na próxima versão do Debian, você pode facilmente atualizar seu sistema stable + backports assim que o próximo lançamento do Debian for lançado. (Em alguns casos, geralmente para atualizações de segurança, os backports também são criados a partir da distribuição instável do Debian.)










Backports não podem ser testados tão extensivamente quanto o Debian stable, e backports são providos no estado em que se encontram, com risco de incompatibilidade com outros componentes no Debian estável. Use com cuidado!

Portanto, é recomendável selecionar apenas pacotes com backport único que atendam às suas necessidades e não usar todos os backports disponíveis.

Fonte


Habilitando o Backports


Para habilitar o backports, abra o terminal e de os comandos para adicionar o espelho a sources.list.

Log como root.

su -

 

Quanto ao repositório temos duas alternativas, backports free e non-free, escolha apenas um dos dois.


Adicione o espelho backports free.


echo "deb http://http.debian.net/debian bullseye-backports main" >> /etc/apt/sources.list


Ou


Adicione o espelho backports contrib non-free para o caso de querer drivers de vídeo Nvidia atuais.


echo "deb http://http.debian.net/debian bullseye-backports main contrib non-free" >> /etc/apt/sources.list


Atualize o a lista de pacotes.


apt update


Instalando programas do backports
Para instalar um pacote do backports você deve usar a sintaxe abaixo.


apt install -t bullseye-backports nome-do-pacote


No nosso exemplo do LibreOffice.

apt install -t bullseye-backports libreoffice



 

OBS: Devido ao lançamento do Debian 11 ser recente, ainda não temos muitos pacotes no backports, mas com o tempo o número de pacotes ira aumentar. O LibreOffice ainda não está presente.

Voce pode usar o Synaptic para monitorar o backports.





Nenhum comentário:

Postar um comentário