Menu

terça-feira, 5 de junho de 2018

Usar swapfile no seu GNU/Linux

Confira nessa matéria se o uso do swapfile ao invés da partição swap é uma boa alternativa para você.









Swap


Antes de decidir que tipo de swap você pretende usar, veja se você precisa de swap.


Você pretende usar as funções Hibernar e Suspender? Se você pretende usar qualquer um deles, será necessário assegurar que o espaço de troca disponível seja grande o suficiente para conter todas as informações que o sistema em execução terá na RAM. Se você pretende usar o hibernação, você deve assegurar que a sua instalação tenha acesso a uma partição swap ou arquivo que NÃO seja compartilhado com outra instância do GNU/Linux.

Quanta memória sua máquina possui? Se a sua máquina tiver uma grande quantidade de RAM disponível e você não precisar do Hibernate ou do Suspend, então será mais seguro ter menos swap disponível para o sistema. Se a sua máquina tiver muito pouca memória RAM disponível, como no caso de máquinas mais antigas e netbooks, você deve garantir um espaço de troca grande o suficiente. Dobrar a memória do sistema seria uma boa sugestão nesse caso.

Quanta memória será tirada pelos aplicativos que você pretende executar? O uso de memória de um sistema Debian GNU / Linux irá variar muito nos aplicativos que você escolher para executar. Por exemplo, a execução de um ambiente de área de trabalho mais leve, como o Openbox ou Xfce e seus aplicativos associados, usará menos memória que o GNOME ou o KDE.

Quanto disco você tem disponível? Se estiver usando um disco de estado sólido pequeno ou uma chave USB para a instalação do Debian, este espaço no disco rígido pode ser um prêmio. Nesses casos, talvez seja mais conveniente instalar mais memória do sistema, se necessário, do que usar um grande espaço de troca. Isso também tem a vantagem de acelerar o sistema, já que a velocidade de leitura / gravação dos discos rígidos é muito mais lenta que a RAM.

No final, se a sua máquina ficar sem RAM e trocar espaço, o sistema irá travar. Isso levou à resposta simplista, mas segura, de usar um espaço de troca que é "o dobro da quantidade de memória do sistema".





Swap partition ou swapfile


O uso de uma partição para a swap é limitado no que diz respeito a fazer modificações de tamanho, não é que você não possa modificar o tamanho da sua partição swap, mas ao fazer isso você corre o risco de perder dados de outras partições, além de poder demorar bastante o processo.

Mas para que eu iria modificar o tamanho da minha swap ?

Como você leu acima o tamanho da snap está diretamente ligado a:

  • Tamanho suficiente para armazenar "todas as informações que o sistema em execução terá na RAM" no caso de uso de hibernar ou suspender o computador, como o uso que damos a nosso computador não é algo fixo, hoje você pode usar x aplicativos e no futuro passar a usar x + y aplicativos, assim você ira precisar de uma swap maior.
  • Quantidade limitada de memória ram para o uso de algum software e a swap definida é insuficiente.

Se você se encontra nas descrições acima e precisa aumentar a sua swap, para fazer isso na partição você ira precisar de tempo, além de precisar fazer um backup de seus dados devido aos riscos que a manipulação de partições oferece.

Nesse caso o uso do swapfile é bem mais vantajoso pois você pode manipular o arquivo sem colocar seus dados em risco, além da velocidade que é infinitamente maior.


Usar swapfile


Vamos logo ao tema da matéria que é o de desativar a partição swap e criar o swapfile.

Desativar a partição swap

Para desativar a sua a sua partição swap de os comandos abaixo no terminal.
Log como root com o comando abaixo.

su

Pare a swap com o comando abaixo.

swapoff -a

Para desativar você precisa comentar ela no /etc/fstab, para isso de o comando abaixo no terminal.

nano /etc/fstab

Comente o inicio da linha da swap, para isso basta adicionar um # no inicio da linha.




Com a linha comentada salve o arquivo teclando Ctrl + x tecle s e tecle Enter para fechar.


Criando ou alterando a swapfile


Caso já tenha o swapfile e só deseja alterar seu tamanho, desative a swap com o comando abaixo.

swapoff -a
Para criar o arquivo que sera usado como swap de o comando abaixo no terminal.

dd if=/dev/zero of=/swapfile bs=1024 count=4M

Entendendo o comando acima:

of=/swapfile = O arquivo a ser criado na sua raiz para ser usado como swap

count=4M = Tamanho do seu arquivo swap, no comando definido para 4 GB, portanto se deseja um tamanho diferente altere o 4 para o que desejar e aguarde o processo de criação.

Com o arquivo criado, defina as permissões com o comando abaixo.

chmod 600 /swapfile

Defina o arquivo criado como swap com o comando abaixo.

mkswap /swapfile

Ative a swapfile com o comando abaixo.

swapon /swapfile

Adicione o seu swapfile ao /etc/fstab para ser carregado na inicialização do sistema com o comando abaixo.

printf "# Swap file created on DATE \n/swapfile none swap sw 0 0" >> /etc/fstab

Na imagem abaixo você pode ver todo o processo.


E nessa imagem a /swapfile no /etc/fstab.



E aqui a swap ativa e o arquivo swapfile na sua raiz.



Caso queira reaproveitar o espaço em disco usado pela partição swap e o incorporar a uma de suas partições, leia a matéria abaixo.

Excluir / Redimensionar e mover partições no seu Debian, Ubuntu e derivados.


Donate - Contribua para a melhoria do nosso trabalho!!
















Nenhum comentário:

Postar um comentário