quarta-feira, 14 de junho de 2017

Primeiros passos do iniciante no Debian Stretch

É inevitável uma surra ao chegar no Debian, isso é com todos e você não deve desistir.
Para tentar amenizar essa chegada no papai Debian e tornar ela mais amigável criei essa matéria.






Driver


Esse é o ponto mais delicado no Debian, de um lado a politica interna de não uso de firmware proprietário, do outro o user final iniciante.

O problema mais chato é o relacionado ao driver de rede wifi, isso quando não se tem rede por cabo, que a grande maioria das placas são reconhecidas por firmware livres presentes no kernel (Linux).

Quando o Debian não reconhece a sua wifi



É só seguir a matéria do link abaixo.

"Muitos usuários se perdem ao tentar instalar o Debian tendo apenas conexão wifi, não tem cabo, se esse é o seu caso leia essa matéria."

Firmware non-free para a instalação do Debian



Sudo e Sudoers



A primeira diferença em relação as demais distribuições, é a ausência do comando sudo, para resolver isso, abra o terminal e de os comandos abaixo.

su

apt install sudo gksu

Outro problema também relacionado ao sudo, é o erro de seu usuário não está no sudoers, para resolver isso de os comandos abaixo no terminal ( Altere seuuser no comando pelo seu nome de usuário.


su

adduser seuuser sudo

Os dois problemas também podem ser solucionados sem usar o sudo, você pode se acostumar a usar o su para logar como root e dar seus comandos sem o sudo no inicio. 

Reinicie o computador para que o sudo funcione.

Repositório



Vários usuários tem duvidas quanto que repositório usar ( Sources.list ).
No Debian você pode usar quatro tipos de repositórios.

Main - É o padrão do sistema e só contem pacotes livres, como pede a politica Debian.

Contrib - Contem programas que possuem dependências não livres.

Non-free - Contem programas não livres.

Backports - Contem programas livres ( pode conter pacotes que precisem de dependências não livres ) em versões atualizadas, com uma ótima qualidade e baixo índice de bugs.

Quanto aos repositórios testing, unstable e experimental, não os use de forma alguma no seu Debian stable.


Sources.list oficial do Debian Jessie, atual versão stable.


deb http://deb.debian.org/debian/ stretch main 
deb-src http://deb.debian.org/debian/ stretch main 

deb http://deb.debian.org/debian/ stretch-updates main 
deb-src http://deb.debian.org/debian/ stretch-updates main 

deb http://security.debian.org/ stretch/updates main 
deb-src http://security.debian.org/ stretch/updates main


Essa sources.list só contem pacotes livres, isso pode ser um problema com alguns hardware, para quem gosta de música, vídeos e imagens, dependendo o caso.

Se você gostaria de ter uma sources mais completa e não se importa em usar programas não livres, altere a sua sources.list para a seguinte.


deb http://deb.debian.org/debian/ stretch main contrib non-free
deb-src http://deb.debian.org/debian/ stretch main contrib non-free

deb http://deb.debian.org/debian/ stretch-updates main contrib non-free
deb-src http://deb.debian.org/debian/ stretch-updates main contrib non-free

deb http://security.debian.org/ stretch/updates main contrib non-free
deb-src http://security.debian.org/ stretch/updates main contrib non-free

deb http://deb.debian.net/debian stretch-backports main contrib

Note que a alteração foi apenas no final das linhas, de main para main contrib non-free.

Mas como vou alterar isso?
Simples, abra o terminal e de o comando abaixo ( substitua o gedit pelo editor de texto do seu ambiente gráfico ).

sudo gedit /etc/apt/sources.list

Apague tudo e cole as linhas abaixo.


deb http://deb.debian.org/debian/ stretch main contrib non-free
deb-src http://deb.debian.org/debian/ stretch main contrib non-free

deb http://deb.debian.org/debian/ stretch-updates main contrib non-free
deb-src http://deb.debian.org/debian/ stretch-updates main contrib non-free

deb http://security.debian.org/ stretch/updates main contrib non-free
deb-src http://security.debian.org/ stretch/updates main contrib non-free

deb http://deb.debian.net/debian stretch-backports main contrib


Salve o arquivo e feche.
No terminal de o comando abaixo para atualizar o apt-get.

sudo apt update

De o comando abaixo para atualizar o sistema.

sudo apt full-upgrade

Agora seu sistema está com a sources.list quase completa.
Caso queira maior diversidade de programas referentes a multimédia, você pode adicionar o repositório do deb-multimedia. para isso abra a sources.list novamente com o comando abaixo ( substitua o gedit pelo editor de texto do seu ambiente gráfico ).

sudo gedit /etc/apt/sources.list

No final do arquivo adicione a linha abaixo.

deb ftp://ftp.deb-multimedia.org stretch main non-free

Ficando assim a sua sources.list.

deb http://deb.debian.org/debian/ stretch main contrib non-free
deb-src http://deb.debian.org/debian/ stretch main contrib non-free

deb http://deb.debian.org/debian/ stretch-updates main contrib non-free
deb-src http://deb.debian.org/debian/ stretch-updates main contrib non-free

deb http://security.debian.org/ stretch/updates main contrib non-free
deb-src http://security.debian.org/ stretch/updates main contrib non-free

deb http://deb.debian.net/debian stretch-backports main contrib

deb ftp://ftp.deb-multimedia.org stretch main non-free

Salve e feche o arquivo.

No terminal de o comando abaixo para atualizar o apt-get, não se preocupe com a mensagem de erro no final.

sudo apt update

De o comando para instalar a chave do repositório multimédia.

sudo apt-get install deb-multimedia-keyring


OBS: Devido a alguns relatos de erro ao instalar o deb-multimedia-keyring, caso você não consiga instalar pelo apt-get, siga os passos abaixo.

Download do deb-multimedia-keyring


wget http://www.deb-multimedia.org/pool/main/d/deb-multimedia-keyring/deb-multimedia-keyring_2016.8.1_all.deb


Instale com o comando abaixo.


sudo dpkg -i deb-multimedia-keyring_2016.8.1_all.deb



Atualize novamente o apt-get, agora não vai ter mensagem de erro, a chave foi instalada.

sudo apt update

Atualizar o sistema



De o comando abaixo para atualizar o sistema.

sudo apt full-upgrade
Pronto, agora seu repositório está completo, não tem mais o que adicionar e é só instalar os seus programas.


Codecs e plugins.



Com a sua sources.list preparada para o que de melhor tem no mundo Debian, abaixo uma lista de alguns codecs.


gstreamer1.0-fluendo-mp3
gstreamer1.0-plugins-bad
gstreamer1.0-plugins-good
ffmpeg
sox
twolame
vorbis-tools
lame faad


Para instalar todos de uma só vez, de o comando abaixo no terminal.

sudo apt install gstreamer1.0-plugins-good  gstreamer1.0-plugins-bad gstreamer1.0-fluendo-mp3 ffmpeg sox twolame vorbis-tools lame faad


Arquitetura i386 em sistemas amd64.



Adicionar a arquitetura .386 é fundamental no caso da instalação de alguns programas que usam essa arquitetura, alguns exemplos.

Wine
Steam
Drivers de vídeo

Para adicionar a arquitetura i386 em seu apt-get, de o comando abaixo.

sudo dpkg --add-architecture i386

Atualise o apt-get com o comando abaixo.

sudo apt update

Pronto, quando for instalar um programa no seu sistema amd64 que precise de pacotes i386, a instalação sera automática.



Java da oracle.




Nessa parte iremos usar uma PPA, ela apenas contem os pacotes do Java e nada mais, mas se não gosta da ideia, não faça, eu particularmente uso o java open.

Abra a sources.list novamente com o comando abaixo ( substitua o gedit pelo editor de texto do seu ambiente gráfico ).

sudo gedit /etc/apt/sources.list

No final do arquivo adicione a linha abaixo.

deb http://ppa.launchpad.net/webupd8team/java/ubuntu trusty main


Salve e feche o arquivo.

No terminal de o comando abaixo para atualizar o apt-get.

sudo apt update

Remova o openjdk com o comando abaixo.


 sudo apt-get remove --purge openjdk*

Use apenas o comando da versão desejada para a instalação.

Oracle 8

sudo apt-get install oracle-java8-installer

Oracle9
sudo apt-get install oracle-java9-installer


O temido autoremove.



O comando apt autoremove, costuma fazer estragos no Debian, para evitar problemas, leia essa matéria com atenção antes de remover um programa do seu sistema e em seguida dar o autoremove.

Ao remover um programa no Debian o apt removeu o Gnome.



Central de programas



O iniciante gosta de facilidade, para facilitar a procura de programas e a sua instalação, instale a central de programas do Gnome.


No terminal de os comandos abaixo.


su


apt install gnome-software

Assim fica mais facil a pesquisa e instalação de novos programas no seu Debian.





Touchpad 


Caso seu touchpad não seja reconhecido ou algumas funções não funcionem, resolva instalando os pacotes abaixo.


sudo apt install firmware-linux-nonfree xserver-xorg-input-synaptics



O básico é isso, assim você já não vai sofrer com o Debian :)

Se tem dificuldade em mais algum ponto não abordado aqui, deixe seu comentário para que eu adicione uma dica para a sua dificuldade, ela sera útil para mais pessoas.






Contribua para a melhoria do nosso trabalho!!






6 comentários:

  1. Respostas
    1. Sim http://ftp.debian.org/debian/dists/stretch-backports/

      Lançamento é dia 17, está tudo pronto

      Excluir
  2. Informações essenciais aos que estão chegando,parabéns pela iniciativa

    ResponderExcluir
  3. Otimo Post, esclareceu duvidas para os iniciantes!!

    ResponderExcluir
  4. Show de bola! Tem alguma diferença em usar o deb http://ftp.br.debian.org/debian/ stretch main contrib non-free no lugar do deb http://deb.debian.org/debian/ stretch main contrib non-free?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O http://deb.debian.org/debian/ a conexão é mais estável, mas os dois são bons

      Excluir