terça-feira, 9 de maio de 2017

Conky, instalação e configuração básica para Debian e Ubuntu

Conky são "widgets" para o seu desktop, com ele você monitora quase tudo em sua maquina.
Se vive se perguntando o que são esses "widgets" nos prints da galera, leia essa matéria e veja como também ter.





Conky


Conky é um monitor de sistema que pode exibir praticamente qualquer coisa,tanto na sua área de trabalho como em sua própria janela.
Conky possui muitos recursos embutidos, bem como a habilidade de executar programas ou scripts externos (externo ou através de suporte Lua embutido)Fonte documentação.


Entenda que o conky que iremos instalar é o básico, mas com ele você vai poder fazer download de conky de terceiros, totalmente customizados, existe uma infinidade de customizações que agradam a qualquer usuário.


Instalação


OBS: A matéria é baseada no conky atual 1.10 já convertido para o novo lua, se estiverem ainda no Debian Jessie, instalem o conky do backports, veja aqui como usar o backports


Para instalar o conky, abra o terminal a de o comando abaixo.

Stretch e Ubuntu

sudo apt install conky conky-all lua5.1 curl lm-sensors lsb-release

Jessie com backports



sudo apt install -t jessie-backports conky conky-all


sudo apt install lua5.1 curl lm-sensors lsb-release


Sensores



Feita a instalação vamos atualizar o sensors, no terminal de o comando abaixo.


sudo sensors-detect


Responda Yes para tudo, tecle y e em seguida tecle Enter.




Vá assim até terminar a identificação dos sensores do seu hardware.





Fonts



As fonts são uma parte muito importante no conky, elas além de serem usadas para os textos, são usadas para exibir vários símbolos.

As fonts usadas nos conkys personalizados não constam dos repositórios oficiais, geralmente são fornecidas juntamente com os arquivos do conky, mas devem ser colocadas em diretório especifico para elas.

Para criar o diretório das fontes, abra o terminal e de o comando abaixo.


mkdir ~/.fonts


Note que se trata de um diretório oculto ( o nome é iniciado por um . ponto ) na sua home.

Caso queira fazer o download das minhas fonts, no terminal de os comandos abaixo.

Entre no diretório das fonts.

cd ~/.fonts

Faça o download das fonts.

wget https://www.dropbox.com/s/vbc3ehoxkq42k27/Fonts_conky.tar.gz?dl=0 -O Fonts_conky.tar.gz

Feito o download, vamos descompactar o arquivo.


tar -vzxf Fonts_conky.tar.gz


Remova o arquivo que fez o download.


rm -fr Fonts_conky.tar.gz

Agora vamos atualizar o cache das fonts.


fc-cache -vf

Essas são as fonts mais utilizadas em conkys.




Conky padrão



Aqui você já pode experimentar o conky padrão.

No terminal de o comando abaixo.


conky


Esse é o conky padrão, sem nenhuma customização.





Configurando o seu primeiro conky




Como iniciação no mundo dos conky, vamos fazer algumas alterações nesse conky padrão.

De o comando abaixo no terminal para criar o diretório do seu primeiro conky.

mkdir ~/.conky

mkdir ~/.conky/meu_conky


De o comando abaixo para copiar as configurações do conky padrão para o o diretório do seu primeiro conky.


cp /etc/conky/conky.conf ~/.conky/meu_conky/conkyrc


De o comando abaixo para executar o seu conky.


conky -c ~/.conky/meu_conky/conkyrc


Ai está o seu conky.




Vamos fazer algumas configurações básicas nesse conky, para deixar ele um pouco mais agradável.

Para facilitar o seu aprendizado, use o seu editor de texto preferido, no meu caso irei usar o gedit que é padrão do Gnome.

Abra outra janela do terminal (deixe a anterior aberta para manter o conky rodando ) e de o comando abaixo para abrir o conkyrc do seu conky.


gedit ~/.conky/meu_conky/conkyrc


As configurações são feitas nas linhas abaixo de conky.config = {





Vamos adicionar o parâmetro para o conky não ficar piscando, localize a linha abaixo no conkyrc.


no_buffers = true,


Abaixo dela coloque a linha abaixo.


double_buffer = true,


Salve para aplicar a alteração e seu conky para de achar que é uma arvore de natal :)


Vamos mudar ele da lateral esquerda para a direita, para isso localize a linha abaixo.

alignment = 'top_left',

Altere ela para.

alignment = 'top_right',


Feita a alteração salve, note que seu conky foi para a direita da tela.




Vamos arrumar o erro do seu conky sumir ao clicar no desktop, caso ele suma, tecle Ctrl + c no terminal que usou para abrir o seu conky e reabra o seu conky.

No conkyrc localize a linha abaixo.


own_window_type = 'desktop',


Altere para.


own_window_type = 'normal',


Salve e veja que seu conky não desaparece mais ao clicar no desktop.

Mas agora ele ganhou uma uma barra superior.




Localize a linha abaixo a mesma que acabamos de alterar no conkyrc.

own_window_type = 'normal',


Abaixo dela cole essa linha.


own_window_hints = 'undecorated,below,sticky,skip_taskbar,skip_pager',


Ficando assim.




Salve e note que a decoração da janela sumiu.




Vamos subir um pouco a posição do conky, no conkyrc localize a linha abaixo.


gap_y = 60,


Altere para.


gap_y = 6,


Salve.


Vamos deixar o conky transparente.


Localize a linha abaixo.


own_window_hints = 'undecorated,below,sticky,skip_taskbar,skip_pager',


Logo abaixo da linha acima cole as linhas abaixo.

own_window_argb_visual = true,
own_window_argb_value = 180,


Salve e confira seu conky transparente. ( Alterei o wallpaper para melhorar a visualização )





Note que em Networking está sem leitura, isso tem que ser alterado em qualquer conky para a identificação da sua rede.




Para adicionar a identificação correta da sua rede, de click direito no applet de rede ao lado do relogio do painel e em seguida click em "Informações da conexão".

A identificação que precisamos é a da interface que está grifada de azul, que no meu caso é wlp1s0.




No conkyrc localize a linha abaixo.


Up:$color ${upspeed eth0} ${color grey} - Down:$color ${downspeed eth0}


Altere eth0 para a identificação da sua rede, como no exemplo abaixo.


Up:$color ${upspeed wlp1s0} ${color grey} - Down:$color ${downspeed wlp1s0}


Salve e veja que a rede passa a exibir seus valores.




Vamos adicionar um calendário ao seu conky, vá ao final do arquivo e localize a linha abaixo.


]]


Cole as linhas abaixo acima do ]]


$hr
${font Monospace:size=9}${color0}${execpi 300 DJS=`date +%_d`; ncal -b -h|sed '1,8!d'| sed '/./!d' | sed 's/^/${goto 120} /'| sed 's/$/ /' | sed 's/^/ /' | sed /" $DJS "/s/" $DJS "/" "'${font Monospace=Bold:size=9}${voffset -1}${color red} '"$DJS"'${color}${font Monospace:size=9}'" "/}${voffset -1}

Salve e veja seu calendário.




Agora vamos adicionar um relógio ao seu conky, logo abaixo da ultima linha adicionada e acima do ]] cole as linhas abaixo.


$hr
${font Digital Readout Thick Upright:size=60}${alignc}${time %H:%M:%S}${font}


Salve o arquivo e visualize o seu conky com relógio.




Notem que a distância entre a ultima linha horizontal e o calendário está desproporcional as demais linhas, no conkyrc localize o ultimo $hr .

A linha está assim.


$hr


Altere para.


${voffset -18}$hr


Salve para aplicar a alteração.

Agora melhorou :)



Vamos adicionar informações da distribuição ao seu conky.

]]


Cole as linhas abaixo acima do ]]



$hr
${execi 999 lsb_release -a}



Salve e confira as alterações no seu conky.




Para finalizar vamos adicionar algumas imagens ao seu conky.


Abra o terminal e entre no diretório do seu conky com o comando abaixo.


cd  ~/.conky/meu_conky/


Faça o download das imagens com o comando abaixo.


wget https://www.dropbox.com/s/4k9d57tedl6x8m2/imagens.tar.gz?dl=0 -O imagens.tar.gz

Feito o download, vamos descompactar o arquivo.


tar -vzxf imagens.tar.gz

Apague o arquivo que fez o download com o comando abaixo.


rm -fr imagens.tar.gz

Ai estão as imagens para o seu conky.




Vamos adicionar o gnu e o tux ao conky, no conkyrc localize.


]]


Cole as linhas abaixo acima do ]]


${image ~/.conky/meu_conky/imagens/gnu.png -p 10,430 -s 80x80}
${image ~/.conky/meu_conky/imagens/tux.png -p 330,430 -s 80x80}
${image ~/.conky/meu_conky/imagens/debian.png -p 330,660 -s 60x70}


OBS: Se estiver usando Ubuntu, altere debian.png para ubuntu.png

Explicando as linhas das imagens.

${image > Comando
 ~/.conky/meu_conky/imagens/gnu.png  > Endereço da imagem
-p 10,430  > Posição da imagem no conky
-s 80x80} > Tamanho da imagem


Salve e veja seu conky agora.

Pronto, ai está o seu primeiro conky.





Script para iniciar o conky



Vamos criar o script para iniciar o conkyrc, no terminal de o comando abaixo.

gedit ~/.conky/meu_conky/meu_conky.sh


Cole as linhas abaixo e salve o arquivo.

#!/bin/bash
killall conky
sleep 10 && conky -c ~/.conky/meu_conky/conkyrc;
exit 0

De o comando abaixo para tornar o script executavel.


chmod +x ~/.conky/meu_conky/meu_conky.sh


Atalho para o menu



Agora vamos criar um atalho do seu conky no menu do seu sistema, feche o conkyrc e as janelas do terminal.

Abra o terminal e de o comando abaixo.


gedit ~/.local/share/applications/meu_conky.desktop


Cole as linhas abaixo no arquivo aberto.
Altere seunomedeuser pelo seu nome de usuário

[Desktop Entry]
Name=Meu primeiro conky
Comment=Barra de monitoramento,conky
Exec=/home/seunomedeuser/.conky/meu_conky/meu_conky.sh %f
Icon=preferences-desktop-theme
Terminal=false
Type=Application
StartupNotify=true
Categories=GNOME;GTK;Utility;
X-GNOME-Bugzilla-Bugzilla=GNOME
X-GNOME-Bugzilla-Component=general


Salve, vá ao menu Acessórios e abra o seu conky.


Manual do conky



Isso é o básico para configurar um conky, no mais você pode usar o manual do conky, de o comando abaixo no terminal para ver o manual.


man conky

Bons estudos :)



Donate - Contribua para a melhoria do nosso trabalho!!












3 comentários: