Menu

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Linux: saiba tudo sobre a certificação

Se está buscando tirar certificação Linux, confira essa matéria da Udemy.

Publicidade.







Linux: saiba tudo sobre a certificação


LPI


O Linux é um dos sistemas operacionais mais utilizados do mercado. Suas principais características incluem o baixo custo, segurança, estabilidade e uma comunidade open source por trás do desenvolvimento do sistema. Para os profissionais da área de Tecnologia da Informação, essas são as qualidades que fazem com que o uso do Linux cresça a cada dia. Mas o número de profissionais que sabem lidar com esse sistema operacional não acompanha a curva de crescimento.

Para quem é da área de tecnologia, essa é uma grande oportunidade para se destacar. A dificuldade em encontrar profissionais capacitados das empresas já é latente; portanto, é hora de investir em uma certificação que te prepare para ocupar esses cargos dentro de grandes empresas e validar todo o seu conhecimento sobre Linux.
A certificação LPI atinge esse objetivo e é uma das mais procuradas por estudantes e profissionais da área de TI. Afinal, ela agrega um valor enorme para quem a obtém, uma vez que os profissionais credenciados por essas certificações adquirem o status de administradores de sistemas Linux. Ter uma certificação LPI é um requisito para quem deseja se destacar no mercado de trabalho.

Mas o que é LPI?


LPI é a sigla para denominar o Linux Professional Institute, uma organização sem fins lucrativos que é responsável pela certificação em sistemas GNU/Linux. As certificações LPI 1 e CompTIA Linux+, por exemplo, são outorgadas pelo instituto, e são as principais do gênero no mercado, além de muito valorizadas e reconhecidas internacionalmente.

Essas certificações são independentes de distribuição. Isso acontece porque as provas que geram a certificação são baseadas no Linux Standard Base, que reúne todas as normas para manter a compatibilidade entre as mais variadas versões e distribuições do sistema operacional. Essa neutralidade de distribuição é uma vantagem para quem pretende conseguir a certificação.

Níveis de certificação LPI


Os exames de certificação são aplicados no mundo inteiro, em diversos idiomas, por diversas instituições. São formulados por uma comunidade de profissionais do mundo Linux, além de voluntários, fornecedores e educadores de tecnologia. As certificações são divididas em quatro níveis profissionais: Linux Essentials, LPIC-1, LPIC-2 e LPIC-3.

Conheça mais sobre cada um desses níveis


Linux Essentials


O Linux Essentials é o exame considerado como pré-requisito, e que não é obrigatório, para a certificação de LPIC-1. Ele é indicado para quem não tem experiência com o sistema operacional e precisa ainda validar os conhecimentos básicos para tentar os próximos
níveis de certificação.

LPIC-1


É a certificação de nível júnior. Ela habilita o profissional a trabalhar com a linha de comandos no Linux, executar tarefas simples de manutenção, instalar e configurar uma estação de trabalho, incluindo interface gráfica, e conectá-la na rede LAN ou Internet.

LPIC-2


É a certificação de nível avançado e, para conquistá-la, é preciso ter a certificação LPIC-1. Com ela, o profissional é capaz de administrar um servidor de pequeno e médio porte; planejar, implementar, manter e proteger uma pequena rede mista, supervisionar assistentes e fazer recomendações à gerência em implementações e aquisições.

LPIC-3


É a certificação sênior, e é voltada para experts. É o mais alto nível de certificação e também demanda que o profissional tenha as certificações LPIC-1 e LPIC-2. O exame é desenvolvido por profissionais Linux e empresas líderes em tecnologia, e consiste em um único exame principal, que habilita o profissional a administrar o sistema operacional Linux em ambiente corporativo e misto.

Cursos preparatórios para certificação LPI


Para iniciantes


Para quem está se iniciando no mundo do Linux, e pretende começar a certificação pelo exame Linux Essentials, o curso Primeiros Passos no Linux é o mais indicado. Com ele, você aprende os conceitos básicos, as principais distribuições e comandos essenciais para operar o sistema. Veja algumas features abordadas pelo curso:

-Conheça as principais e mais utilizadas distribuições e interfaces gráficas
-Conheça os principais comandos para manipulação de arquivos e diretórios
-Conheça os comandos básicos de administração dos recursos de um sistema linux
-Aprenda o básico sobre o Projeto GNU, Software Livre e Open Source
-Aprenda a instalar qualquer distribuição Linux
-Aprenda a gerenciar e monitorar processos e serviços

Para quem tem experiência


Se você já possui conhecimentos básicos em Linux e experiência com o uso dos sistema operacional, o curso indicado é o Preparatório para Certificação Linux. Você aprende tudo o que é necessário para passar nas duas provas de certificações LPI 1 e CompTIA Linux+, além de adquirir todo o conhecimento necessário para um administrador de sistemas Linux. Este curso é uma boa indicação para quem deseja ser reconhecido no mercado de trabalho através de certificações internacionais.

Bons estudos!







Matéria publicitária de isabella.campos.udemy em parceria com o Linux Dicas e Suporte.





Nenhum comentário:

Postar um comentário